Segunda, 23 de Maio de 2022
24°

Poucas nuvens

Barras - PI

Política Cobertura Especial

Rafael Fonteles e Wellington Dias terão apoio de mais de 120 prefeitos no Piauí

O Partido dos Trabalhadores (PT) segue reforçando o apoio aos pré-candidatos a governador do Piauí, Rafael Fonteles, e a senador, Wellington Dias

27/04/2022 às 14h32
Por: Direto da Redação Geral Fonte: ibarras24horas
Compartilhe:
Fotos: Marília Andrade
Fotos: Marília Andrade

Rafael Fonteles e Wellington Dias terão apoio de mais de 120 prefeitos no Piauí

Matéria 27/04 14:31 por Marília Andrade 

O Partido dos Trabalhadores (PT) segue reforçando o apoio aos pré-candidatos a governador do Piauí, Rafael Fonteles, e a senador, Wellington Dias. Com mais de 30 prefeitos piauienses filiados ao partido, nesta quarta-feira (27), mais quatro prefeitos se juntaram ao time de Lula, Wellington e Rafael, que agora são apoiados por mais de 120 prefeitos da base aliada. 

As filiações, neste momento de pré-campanha, além de fortalecer a base aliada, declaram o lado que cada um está na disputa pelas eleições 2022, que deve ser polarizada entre os dois grupos opostos.

 

Desde que Rafael e Wellington lançaram suas pré-candidaturas, no dia 02 de abril, a demonstração desse apoio se intensificou e o partido deve receber ainda mais filiações toda semana. Só nos últimos três meses, 17 prefeitos e dois vice-prefeitos aderiram aos partidos da base aliada, contando com mais quatro gestores que foram recebidos pelo PT, nesta quarta-feira (27): Tairo Mesquita, prefeito de Santo Inácio do Piauí, Raimundo Nei prefeito de Anísio de Abreu, e Felipe Ribeiro, prefeito de Cajueiro da Praia, que saíram do Republicanos; e Júnior Nato, prefeito de Jerumenha, que saiu do PL. 

 

“São líderes que já estão, há muito tempo, linkados com esse projeto, porque vamos aos municípios e eles estão fazendo aquilo que defendemos, cuidando de quem mais precisa para ter qualidade de vida, para melhorar a renda, ter desenvolvimento, de ter as condições de saúde. Então, é em nome disso que nos alegra a chegada desses líderes, homens e mulheres que serão recebidos de braços abertos”, afirmou Wellington Dias.

 

O pré-candidato ao Senado Federal ressaltou ainda o desafio do pleito de 2022. “Este é um ano que tem muitos desafios para trabalharmos, mas estamos animados. É um ano também de esperança e será de importantes mudanças e vitórias, por isso nossa missão é estar é fortalecer nosso time”, frisou Dias.

 

Rafael Fonteles destacou que a decisão dos prefeitos de deixar de acompanhar os partidos a nível nacional, que decidiram por apoiar o presidente Bolsonaro. “Os prefeitos tomaram a decisão corajosa de continuar marchando ao lado do time do povo, de Lula, Wellington, Regina e de Rafael. Alguns partidos, em nível nacional, tomaram a decisão de acompanhar o desastre que está à frente do Executivo Federal e esses líderes tomaram essa decisão de mudar, porque querem continuar sintonizados com a população do seu município e marchar junto com o time do povo”, disse.

 

Segundo o pré-candidato ao Governo do Estado, o partido deve ultrapassar 40 prefeitos filiados nos próximos dias. “O PT terá mais de 40 prefeitos no Piauí, na próxima semana que, juntando com o MDB e o PSD, que são partidos aliados do nosso projeto, teremos mais de 120 prefeitos filiados a esses três partidos que compõem nosso campo político e marchando junto com o nosso time”, completou.

 

*Eleições polarizadas*

 

O presidente do diretório estadual do PT, o deputado João de Deus, reiterou que a polarização das eleições estimula a decisão pela escolha de um lado político nos estados e municípios.

 

“Todos sabem que essas eleições serão polarizadas a nível nacional e isso reflete nos estados e nos municípios e isso faz com que as pessoas tenham que definir para que lado elas vão. A posição majoritária da população termina influenciando também para que eles se definam e venham para o Partido dos Trabalhadores”, disse o deputado estadual.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias